| O POLÍTICO

Após a sua atuação como atleta do Internacional, Beretta iniciou sua atuação no cenário político de Gravataí. Em 1988, filiou-se ao PDS, sigla pela qual se elegeu vereador, com 354 votos. Atuou como vereador por quatro mandatos, tendo aumentado seu número de votos a cada eleição: em 1992, concorrendo novamente pelo PDS, fez 662 votos; em 1996, agora no PDT, fez 1.087 votos; em 2000, também pelo PDT, fez 1.158 votos.

Foi vereador constituinte, tendo participado da elaboração e aprovação da atual Lei Orgânica do Município, em 1990.

Entre os diversos projetos defendidos, Beretta destaca a atuação em defesa da instalação do Campus da Ulbra em Gravataí, em 1992. Nesta época, a cidade não contava com a oferta de cursos de graduação. Mas a vinda da universidade dependia do acesso asfaltado e de uma área para sua estrutura física. “Um projeto do Executivo tramitava na Câmara com esta finalidade, mas os vereadores não eram favoráveis porque ainda não tinham percebido a importância para o município. No dia da votação, utilizei o recurso previsto no Regimento Interno e pedi vista. Assim ganhei tempo para articular as lideranças da educação na cidade e a própria comunidade para participar da votação e pressionar pelo voto favorável.” O projeto foi aprovado por 11 votos favoráveis e nove contrários.

Na sua última legislatura como vereador, Beretta foi eleito para a presidente da Mesa Diretora da Câmara de Gravataí para o ano de 2001. “Nessa eleição eu briguei com o PDT, junto com o colega vereador, Juarez Vargas. Quase fomos expulsos do partido”, relembra Beretta.

Sua gestão teve o desafio de adaptar do Poder Legislativo municipal à Lei de Responsabilidade Fiscal. “Foi um ano difícil e não tive que ser mais administrador do que político. O percentual que a Câmara poderia comprometer com a folha de pagamento mal dava para pagar o salário e não foi possível conceder reajuste aos servidores. Criei uma tabela para manter o controle dos gastos com pessoal e as demais exigências da nova legislação.”

No mês de dezembro de 2001, como presidente da Câmara, Beretta, substituiu o prefeito municipal durante quase uma semana.

2001 - Prefeito em exercício de Gravataí



  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *